Eu – eu quem?

O espelho que encaro reflete uma imagem. Nela, à frente de um fundo composto por objetos inanimados, sobressai uma porção de matéria que vive, respira e se move. Sou eu, este que escreve. Mas quem sou eu? A carteira de identidade afirma que sou um tal de Carlos Augusto Xavier. Muito bem. Mas isso é […]

Continue lendo

Tudo seria fácil se não fossem as dificuldades

“Tudo seria fácil se não fossem as dificuldades”, escreveu com muita sabedoria o Barão de Itararé, aquele ocioso que não tinha nada pra fazer além de chasquear. Você porventura já reparou como as coisas neste mundo parecem ter sido concebidas pelo Diabo com o propósito deliberado de nos induzir ao suicídio? Não estou falando da […]

Continue lendo

O que é o amor?

É dar o que não se tem a quem não o quer, como zombou Lacan? Ou é dar tudo o que se tem a quem com nada se contenta? É o amor um sentimento nobre que não inveja nem busca seus próprios interesses, como escreveu o apóstolo Paulo? Ou será o amor um tirano que […]

Continue lendo

A imoralidade do inferno

O filósofo inglês Bertrand Russell achava Sócrates e Buda moralmente superiores a Cristo. Por quê? Entre outros motivos, porque nem o filósofo ateniense, nem o sábio nepalês ameaçavam seus opositores intelectuais com o inferno. Nenhuma pessoa “profundamente humana”, argumentava Russell, pode acreditar no castigo eterno. É difícil não concordar com ele. A crença no inferno é realmente […]

Continue lendo

O que é o homem?

GÊNESIS: Um animal feito à imagem e semelhança de Deus. PROTÁGORAS: A medida de todas as coisas. ARISTÓTELES: Um animal político. PLATÃO: Um bípede implume. PASCAL: Um caniço pensante. HOBBES: O lobo do homem. SWIFT: Um ser que pensa, mas não é racional. ROUSSEAU: Um bom selvagem corrompido pela sociedade. SCHOPENHAUER: Um pêndulo que oscila […]

Continue lendo

Se Deus não existisse

Se Deus não existisse, o universo seria um lugar perigoso para a espécie humana. Asteroides, meteoros, cometas e outros agentes homicidas estariam por aí vagabundeando pelo espaço, brincando de tiro ao alvo com os planetas aterrorizados ante a ameaça de destruição. A qualquer momento, um deles poderia abalroar a Terra e fazer do pequeno planeta […]

Continue lendo

O único enigma

Tantas teorias para explicar o suicídio e nenhuma, nenhuma só, para explicar o apego à vida!… Como se entre as duas alternativas – entre a morte e a vida – fosse óbvio que a vida está para a morte assim como a sorte está para o azar… Mas se a vida é um atroz suplício, […]

Continue lendo

O suicida

O que vinha de fora era alheio e inexplicável, como um enigma jamais decifrado e talvez nem mesmo entendido. Buzinas, vagidos, miados, brados inócuos, gonzos enferrujados… O relógio ainda conservava sua utilidade para todos, apesar da manifesta ausência de sentido. A noite do desespero ainda não chegara com sua provisão de dores, remorsos e calmantes. […]

Continue lendo

O medo da morte

Sabe quando você está solitário e carente e, ao passar por uma praça, avista um casalzinho trocando carícias e afagos? Bate uma inveja danada, não? Em momentos assim aquele que apenas observa à distância, desprovido de outras informações além daquelas que seus olhos lhe proporcionam, com frequência falsifica a realidade em prejuízo de si mesmo. […]

Continue lendo